As melhores formas de montar escala de férias

As peças principais da engrenagem de um negócio são as pessoas que trabalham no projeto. Todos os colaboradores podem e devem contribuir para o crescimento da empresa, beneficiando e gerando reconhecimento a todos os envolvidos.

Porém, às vezes é complicado gerir o tempo de cada funcionário com as demandas que se apresentam no dia a dia, podendo gerar certa insatisfação e até problemas no atendimento.

Um ponto primordial para conseguir manter a equipe satisfeita e engajada é proporcionar uma escala de férias que satisfaça e atenda a todos de forma justa, valorizando a jornada da equipe e recompensando com o devido descanso.

Para isso, separamos algumas dicas que podem ajudar a manter a ordem e o funcionamento dessa escala sem que haja qualquer tipo de problema ou reclamação por parte dos colaboradores.

Evite acumular períodos de férias

Nada que não tenha planejamento funciona tão bem quanto funcionaria se houvesse uma estratégia prévia para executar aquela atividade. Por isso, uma escala de férias deve ser planejada de forma antecipada e pensada especificamente para evitar futuras dores de cabeça.

Devido à correria comum em salões e afins, muitas vezes perdemos a noção dos prazos para conceder férias aos funcionários, e aí fica cada vez mais difícil planejar, causando o acúmulo de mais de um período de descanso. Isso não só gera insatisfação e estafa na equipe, como pode ocasionar o ressarcimento em dinheiro desse atraso, ou mesmo um processo trabalhista, isso sem contar o problema para reajustar o time.

Procure estabelecer o planejamento considerando a data de entrada dos funcionários, e negocie com cada colaborador individualmente, mas considerando as datas previamente agendadas. Isso vai evitar transtornos e gerar mais transparência nas relações de trabalho.

Respeite a legislação

Apenas reforçando a ideia: planejamento é tudo.  O prazo mínimo para negociar as férias costumava ser de 45 dias, mas com a mudança na legislação, caiu para 15 dias, gerando uma maior agilidade na negociação e facilitando a respeitabilidade do prazo. Isso, porém, não impede que o calendário seja traçado até meses antes da data em que o colaborador gozará de seu recesso, e o quanto antes for feito, menos imprevistos serão enfrentados.

Planeje a operação do restante da equipe

Sempre que algum funcionário sai para seu período de férias, alguém da equipe acaba tendo a função de cobrir seu tempo de ausência. Isso pode ser feito de diversas formas, e também é importante planejá-las antes da data estipulada para o descanso, assim você evita um certo descompensamento durante os dias de serviço.

A forma mais comum de efetuar essa cobertura é alterando a escala de algum dos colaboradores remanescentes (combinando previamente), para que se minimize o efeito da ausência de quem está de férias. Isso também pode ser feito ajustando a escala da equipe inteira, o que gerará um impacto um pouco menor e ainda gera um senso de equipe ainda maior.

A terceira opção é a contratação provisória de um profissional que cubra apenas esse período de folga, seja em período integral ou apenas com agendamento. Essa cobertura pode ser feita por meio de acordos com esse prestador de serviço, e eventualmente não sairá tão cara quanto parece.

Seguindo esses passos com coerência, a equipe se sentirá preparada naturalmente para não só receber suas férias com tempo para planejá-las, como também estará preparada para cobrir seus colegas quando for necessário.

TAGS: agendamento | colaboradores | equipe | férias | fincionários | funcionario | legislação | salão de beleza |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *