Espaço Limpo: 7 dicas para manter a higiene do seu negócio de beleza

  • 29 de maio de 2018
  • Dicas

Em um setor tão grande e crescente como o de beleza no Brasil onde homens e mulheres utilizam de seus recursos oferecidos cada vez mais, podemos afirmar que, além de beleza, o setor também envolve muitas questões de saúde. Manter o salão impecavelmente limpo não é apenas para impressionar a clientela e sim uma questão de precaução, pois mais do que beleza você deve se preocupar com a saúde dos frequentadores, a sua e também dos funcionários, para isso, existem leis e normas e se a higiene do local não for controlada de perto, o estabelecimento pode se tornar um antro de doenças de pele, cabelos e unhas.

O número de doenças causadas pelo uso compartilhado de objetos em negócios de beleza é crescente e isto é consequência da falha mais comum nos estabelecimentos, a falta de esterilização dos instrumentos, com isso doenças gravíssimas podem ser adquiridas, além de que um estabelecimento de beleza também produz muito lixo, afinal, todos os dias são inúmeras embalagens de cosméticos, coloração, luvas…Um lugar bagunçado e sujo compromete até mesmo a qualidade profissional, o salão tem que ser higienizado o tempo inteiro, manter a ordem é a exigência mínima de um negócio sério.

Atentar-se aos cuidados básicos de limpeza e higiene dos materiais que compõem seu negócio de beleza é preciso. Você ainda não conhece bem os critérios necessários? Fica aqui conosco e veja abaixo 7 dicas para manter a higiene de seu espaço.

  1. Limpe sempre escovas e pentes

A cada atendimento é necessário que as escovas e os pentes sejam limpos. Para isto, retire os cabelos, lave o acessório e de preferência, passe álcool gel para esterilizá-los. O processo de higienização é prático, rápido e muito eficaz e se não feito corretamente, podem transmitir piolhos, foliculites e micoses.

  1. Toalhas

As toalhas devem ser de uso exclusivo e individual, sendo obrigatoriamente trocadas a cada cliente e lavadas para reutilização.

  1. Máquinas e laminas

As máquinas de cortar cabelo e de barbear devem ser higienizadas a cada atendimento. Como esses equipamentos eventualmente produzem pequenos cortes, as lâminas mal higienizadas podem transmitir doenças graves como hepatite e AIDS.

  1. Use a autoclave

A autoclave é um aparelho que esteriliza utensílios domésticos, hospitalares e de beleza através de um mecanismo de aquecimento e pressão. Pinças, alicates, afastadores e tesouras precisam sempre passar por esse processo de esterilização após o uso, extremamente necessário para materiais de manicure e pedicure.

  1. Descarte lixas de unhas e pés

A cada uso, descarte as lixas de unhas e pés. Cumpre salientar que lâminas e espátulas de madeira também não devem ser reprocessadas ou reutilizadas. Fique atento e não abra mão de realizar esse ritual, afinal, ele precisa se transformar em hábito!

  1. Materiais de depilação

Os materiais para depilação devem ser sempre descartáveis. As ceras depilatórias devem ser de uso único e não é aconselhável reaproveitá-las, independente do local onde tenha sido utilizada, devido ao risco de transmissão de doenças. As folhas depilatórias devem ser imediatamente descartadas após o uso.

  1. Maquiagem

Não é recomendado compartilhar produtos nos olhos e lábios. Pincéis, lápis e máscaras de cílios podem transmitir conjuntivite e infecções e o batom traz risco de transmissão de herpes por isso exige um cuidado especial. Pincéis devem ser higienizados semanalmente e todos acessórios descartáveis jogados no lixo.

Como você pôde observar, foram citadas algumas dicas de cuidados básicos para manter a higiene de seu negócio de beleza, tanto para cabeleireiros, manicures, maquiadores, barbearias e etc.. É indispensável que os itens citados acima sejam realizados e, além disso, o ambiente também precisa ser devidamente limpo e organizado, manter chão e espelhos sempre impecáveis, retirar o lixo ao final do dia, cuidar-se com prazos de validade, não reutilizar embalagens e não dividir espaço de produtos de beleza com os de limpeza ou alimentos, por exemplo, são cuidados mínimos que devem ter o máximo de atenção no dia a dia de profissionais da área.

E aí, você já adota essas práticas em seu salão? Se sim, parabéns e continue sempre com essa preocupação diária, pois você está cuidando da saúde de suas clientes em seu ambiente, mas se a resposta for negativa, evite dores de cabeça futuras e procure cuidar da higiene de seu estabelecimento com mais cuidado e atenção, além de que há regulação da ANVISA para isso, sendo de total importância cumprir todas as exigências. Com seu ambiente limpo e organizado passará a seus clientes uma imagem de que o ambiente é bem cuidado, portanto fique sempre muito atento a estas questões e pratique o certo.

Veja aqui algumas regulamentações e recomendações da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para seu negócio de beleza:

Normas ABNT para seu salão de beleza

Quer se adequar para a ANVISA?

Inscreva-se em nosso blog e fique sempre bem informado.

TAGS: Beleza | dicas para salão | funcionarios | salões de beleza |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *