Maquiadora x Auto-maquiagem – Como se manter no mercado

Uma das novas tendências do mercado é a capacitação online e dinâmica de pessoas na área da estética, sendo elas profissionais ou não. Essa nova prática pode parecer nociva a muitos que atuam no setor, ou mesmo a salões de beleza, mas como em toda nova bolha do mercado, existem grandes chances de surfar a onda e se aproveitar desse novo nicho.

No mercado estético, especificamente, uma oportunidade que surge parecendo uma ameaça é a auto-maquiagem. Cursos e oficinas têm fornecido conhecimento e treinamento a pessoas interessadas em aprender a se maquiar, eliminando da equação a pessoa que lucraria com o serviço. Nesse sentido, parece um pesadelo para o mercado, certo?

O segredo para transformar essa ameaça em oportunidade está no modo de enxergá-la e avaliá-la em perspectiva com o seu negócio, começando pela lucratividade desse tipo de serviço no seu estabelecimento.

Apesar de existir em quase todos os salões, o serviço de maquiagem nem sempre é o carro chefe ou um dos destaques, e por isso existe a chance desse boom da auto-maquiagem não afetar tanto assim a lucratividade, mas nos casos onde essa nova fase afeta diretamente o dia a dia, é necessário repensar a estratégia.

Criando uma nova estratégia

Imagine a seguinte situação: você gere um salão bem sucedido, com profissionais capacitados e que estão sempre reciclando seus conhecimentos e se atualizando para o mercado. Junte a isso a nova tendência da auto-maquiagem, mas tente não enxergar isso como ameaça, e sim como oportunidade. Dessa forma, fica mais claro onde está o espaço para ação.

As pessoas que têm interesse nesses cursos precisam ter aulas com profissionais, e tendo bons maquiadores em sua equipe, o seu salão pode oferecer esses cursos. Dessa forma, seu salão adiciona uma nova vertente a seus serviços, sem necessariamente alterar o serviço inicial de maquiagem, surfando duas ondas ao mesmo tempo.

Ajustando preços

No caso de o seu salão não sofrer grande impacto com maquiagem, um reajuste de preço pode funcionar para manter os clientes, principalmente se esse for apenas um complemento na sua carteira de serviços. Isso se explica especialmente pelo padrão de uso do serviço pelos seus clientes: quando o espaço entre o uso do serviço for bastante espaçado, denota um uso não prioritário, e a redução dos preços pode ser apreciada para um uso mais constante.

Considerando o oferecimento de cursos de auto-maquiagem no estabelecimento, pense sempre em valores cobrados pelo mercado para as aulas, e tente sempre ser competitivo com esse valor, sem tentar compensar possíveis perdas do serviço com adicionais no preço.

Dessa maneira, o seu negócio segue atualizado e transformando ameaças do novo mercado em grandes impulsionadores de vendas e lucro.

TAGS: automaquiagem | lucros | maquiadora | maquiagem | mercado da beleza | salão de beleza |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *