Os penteados que marcaram a Copa do Mundo da Rússia

  • 6 de agosto de 2018
  • Blog

Não é de hoje que os atletas de vários esportes expressam suas personalidades não somente através de suas atuações, mas também com seus estilos e cortes de cabelo. Por algum tempo, principalmente nas décadas de 80 e 90, os mullets estiveram presentes nas cabeças da grande maioria dos jogadores, e era difícil ver algum penteado mais inspirado à época. Com o crescimento do esporte, grandes salários e recursos, e também o aumento da visibilidade com a internet, as coisas mudaram, e se antes não havia acesso a moda, hoje os jogadores têm condições de assinarem suas próprias grifes e influenciarem seus fãs com seu estilo.

Quando temos um evento da magnitude de uma Copa do Mundo, como aconteceu esse ano, uma grande mistura de culturas acontece, e essa festa também traz uma grande variedade de personalidades ostentando cortes de cabelos que podem ditar a moda. Separamos alguns dos que mais se destacaram, trazendo penteados estilosos e cheios de atitude para a competição mais importante do mundo.

Román Torres, Seleção do Panamá

O zagueiro da seleção panamenha trouxe não só uma classificação histórica do seu país para a copa, como também um dos cortes que são tendência dos últimos anos. O dreadlock curto têm se mostrado bastante versátil nos últimos tempos, com variações que vão do corte militar, que geralmente é raspado nas laterais e alto no topo da cabeça, até os comprimentos um pouco maiores, como os de Torres. O estilo têm sido usado também por muitos músicos, como o rapper Marcelo D2.

Ricardo Rodriguez, Seleção da Suíça

O lateral esquerdo suíço trouxe um estilo que ainda tenta aproveitar a febre do coque samurai, que aconteceu há dois anos e vêm perdendo força. No penteado de Ricardo, o coque alto fica um pouco mais abaixo do estilo original, mas mantém as laterais raspadas, características do corte. É possível enxergar essa nova forma como uma evolução, apesar de ser mais discreta do que o anterior.

Mikel Agu, Seleção da Nigéria

Os cabelos crespos com certeza foram grandes destaques dessa copa, com penteados bastante ousados e arrojados. No caso do meio campista nigeriano, o corte é uma variação do já popular corte militar, mas com listras bem marcadas da divisão entre a lateral e o topo da cabeça, além de luzes nas pontas do cabelo. O estilo tem um ar tribal, e pode ficar ainda mais quando usado com desenhos feitos à navalha nas laterais.

Marouanne Fellaini, Seleção da Bélgica

O meia belga tem um dos estilos mais famosos da competição. Com cachos armados e luzes nas pontas, o corte marca presença do mesmo jeito que os anteriores da lista, sendo uma variação de uma tendência. Alguns jogadores já usaram o mesmo corte com faixas ou arcos, mas é fato que o estilo e tamanho do cabelo nesse penteado vieram para ficar.

Neymar, Seleção brasileira

O estilo do craque brasileiro não poderia ficar de fora da lista. O curioso é que durante a copa, Neymar trocou de estilo quase que a todo jogo, talvez até por superstição, mas o fato é que seus penteados chamaram a atenção durante os jogos. Começando com cabelos loiros e com fios mais longos no primeiro jogo, e que deram lugar a uma versão mais curta, mas ainda loira na sequência. No final, Neymar terminou a copa com cabelos curtos e escuros, com um estilo bem diferente do que começou. Aliás, os estilos de corte do jogador dariam uma lista por si só, já que existem mais de uma dezena de penteados usados por ele.

Por fim, essa Copa do Mundo mostrou além do bom e velho futebol, formas democráticas e diferentes de refazer o estilo dos cabelos, apostando no não convencional e até evoluindo cortes já batidos. Algumas dessas novidades com certeza entrarão nas barbearias muito em breve.

TAGS: barbearia | bélgica | cabelo | cabelos | competição | copa do mundo | coque samurai | cortes | estilo | futebol | mullets | nigéria | novidades | panamá | penteados | russia | Seleção Brasileira |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *