empréstimo para salão

Juntar Dinheiro X Pegar um Empréstimo. Qual a melhor solução?

O começo de um salão ou uma reforma pode ser muito difícil e com um custo muito alto, são diversas contas para pagar, funcionários, produtos, aluguel, além de outras despesas. Se não foi feito um planejamento bem estruturado e prevendo situações adversas, não conseguir arcar com essas despesas é um risco. É necessário pensar muito bem nesses imprevistos que acontecem e nas despesas que temos, muitas empresas declaram falência por esse motivo.

Caso esteja planejando e não sabe se junta o dinheiro necessário para todas essas despesas e imprevistos ou se tenta um empréstimo para ajudar nesse início, veja a seguir:

Juntar Dinheiro

Para quem não tem grande urgência, é a melhor solução, mesmo podendo demorar mais, você terá aquilo que guardou, ou dependendo da forma que guardou, pode até ter uma quantia maior, diferente do empréstimo em que você pagará juros todos os meses.

Uma boa forma de se manter regrado e alcançar rapidamente seu objetivo é definindo um valor fixo para depositar e uma data específica no mês. Isso torna a economia um hábito, diminuindo as chances de você parar de guardar dinheiro.

Empréstimo

Solução para quem necessita de um valor alto para investir e em curto prazo. Nem sempre é possível guardar a quantidade que necessita para abrir seu salão, por exemplo. Nesse caso o empréstimo, pode ser sua melhor alternativa, entretanto é a que mais se precisa planejar e pesquisar o melhor plano.

O principal fator na escolha de onde será feito seu empréstimo é a taxa de juros que representa o custo da utilização do dinheiro que será fornecido. Juros é o valor que você vai pagar a mais pelo adiantamento do dinheiro que você precisa. Além de juros, podem ser aplicados outros valores/taxas, Custo Efetivo Total (CET), tributos, encargos como multa e comissão de permanência em caso de atraso no pagamento das parcelas. Verifique e solicite todos esses custos.

Analise todas as formas de pagamentos cada detalhe deve ser analisado para que escolha a melhor forma possível. Pensar em quanto pode se comprometer a pagar todos os meses, por quanto tempo pode se comprometer a isso e, principalmente se irá conseguir arcar com essa dívida.

Sabemos que muitos imprevistos podem surgir, pensar nesses fatores de risco é algo primordial. Não escolha um valor maior que possa pagar, achar que com o crescimento do seu salão conseguirá arcar com essa dívida, você estará se comprometendo baseado em possibilidades, não corra esse risco.

Quer receber mais dicas de como melhorar a gestão do seu salão? Inscreva-se em nossa Newsletter e fique sempre bem informado.

TAGS: administração | controle de caixa | dicas para salão | empreendedorismo | empréstimo | finanças | fluxo de caixa | Gestão | negócios | planejamento | salão de beleza |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *