Resíduos perigosos em salões – Como descartá-los

  • 25 de março de 2019
  • Blog

Os salões de cabeleireiros geram muitos resíduos, alguns dos quais são recicláveis ​​e outros não. Existem diversos tipos de resíduos, como restos de cabelo, embalagens de papel ou papelão, lâminas de barbear, resíduos perigosos e tudo mais. Na prática, todo ou parte deste lixo reciclável é descartado no lixo doméstico. Mesmo com a falta de informação ou organização, os cabeleireiros são responsáveis ​​pela eliminação de produtos residuais, sabendo que alguns podem ser recuperados e que outros resíduos estão sujeitos a regulamentos rigorosos.

 

Resíduos de salões de cabeleireiro

Um fato pouco conhecido é o cabelo pode ser reciclado e reutilizado como fertilizante para plantas ou como isolamento no edifício. Embalagens de papelão, papel e alguns plásticos que não estão contaminados com produtos perigosos usados ​​por cabeleireiros são facilmente reciclados em recipientes de resíduos adequados.

Lâminas de barbear são objetos afiados usados ​​por cabeleireiros e barbeiros. Estas lâminas de barbear devem ser eliminadas em coletores impermeabilizáveis, de acordo com a normativa NBR 10.004/2004 da Associação Brasileira de Normas Técnicas, que pode ter diferentes fiscalizações dependendo do estado.

 

Resíduos perigosos em salões de cabeleireiro?

No cabeleireiro, os tubos de coloração, as garrafas de oxidante, todas as garrafas contendo produtos químicos, exceto o xampu, que é mais leve, são resíduos perigosos. Luvas usadas para aplicar ou lavar manchas, algodão sujo ou toalhas de papel para proteger as toalhas também são resíduos perigosos.

O descarte adequado deve ser feito de forma direta ou através de empresas especializadas, o que pode ser uma alternativa viável dependendo do volume de resíduos, mas o mais importante é que o descarte siga a normativa NBR 10.004/2004.

 

Como eliminar resíduos perigosos de salões de cabeleireiro?

Ao contrário da crença popular, os resíduos perigosos inerentes à atividade de cabeleireiro não são aceitos pelos centros de disposição de resíduos. Apresentam um risco particular porque são tóxicos, inflamáveis, explosivos, corrosivos, com consequências para a população e para a natureza.

Resíduos perigosos de atividades de cabeleireiros devem ser eliminados de forma adequada. Na prática, tubos de coloração, frascos oxidantes, sachês contendo pó de branqueamento, luvas, algodão e outras toalhas protetoras sujas devem ser coletados em embalagens adequadas.

Uma vez que o contêiner esteja cheio, empresas especializadas são responsáveis ​​por recuperar esses pacotes cujo tamanho é variável para transportá-los para um incinerador. Este tipo de empresa também é capaz de recuperar os coletores contendo as lâminas de barbear.

 

As vantagens de uma empresa especializada

Os resíduos produzidos pelos salões de cabeleireiros devem ser eliminados por uma indústria que esteja de acordo com a normativa NBR 10.004/2004, que permita que faça parte de uma abordagem de desenvolvimento sustentável.

Além disso, empresas especializadas permitem que os cabeleireiros tenham uma rastreabilidade perfeita de seus resíduos: uma nota de gerência durante a coleta e um recibo de tratamento que certifica que os resíduos foram destruídos no setor apropriado.

Você também pode gostar de ler: https://graces.com.br/blog/empreendedorismo/espaco-limpo-7-dicas-para-manter-a-higiene-do-seu-negocio-de-beleza/

TAGS: barbearia | cabeleireiros | empreendimento | produtos químicos | salão de beleza | salão de cabelereiros |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *