Analisando o trabalho dos profissionais de seu salão

Um dos pontos mais importantes no manejo de qualquer empresa, é a administração de recursos humanos, justamente por acabar abrangendo uma série de constantes.

Um administrador de empresa deve ficar atento ao seu próprio negócio e aos objetivos financeiros e empresariais, contudo, o lado humano compromete muitas questões, elevando o nível de complexidade desse segmento.

Analisar o trabalho de um profissional, e decidir seu nível de capacitação perante a demanda de uma empresa pode ser muito difícil, além de poder gerar conflitos pessoais.

Dentro dos ramos de beleza, a complexidade da administração de profissionais não é tão diferente, portanto, sugerimos algumas dicas e pontos interessantes a serem ressaltados.

Contratando profissionais:

É muito improvável que um empreendedor construa uma empresa de sucesso sem a contribuição de funcionários capacitados. Mesmo em um salão de beleza, que é comumente associado com serviços independentes, em casos onde os objetivos são mais ambiciosos, se faz necessário a contratação de funcionários.

Saber escolher bons profissionais, é uma tarefa difícil, mas no geral, o empreendedor vai se deparar com dois tipos de candidato padrão: os mais jovens e inexperientes e os com mais prática.

É comum que profissionais mais experientes optem por abrir seus próprios negócios, por isso, provavelmente o mais sensato a se fazer seja cogitar a possibilidade de se contratar profissionais em começo de carreira, que normalmente possuem mais disposição e sede conhecimento, mesmo que a inexperiência resulte em dificuldade e duvidas, mas que podem ser facilmente solucionadas com orientações e treinamento.

Analisando o desempenho:

Após a contratação e a adaptação de um profissional novo para o negócio de beleza, cabe ao administrador da empresa analisar e avaliar o serviço do novo profissional.

No caso especifico de salões de beleza, que lida diretamente com o público, um bom profissional é aquele que consegue manter o equilíbrio entre agilidade e qualidade.

Processos de beleza podem ser bem demorados, portanto, o profissional que consegue manter a agilidade, realizando os procedimentos o mais rapidamente possível, conseguem se destacar, provando que a agilidade é um fator diferencial a ser ressaltado. Contudo, no fim das contas, o fator decisivo é a qualidade do trabalho, que feito com eficiência, garante o retorno do cliente.

Um funcionário que se destaca apenas em uma das vertentes, deixando a desejar na outra, pode necessitar de uma capacitação a mais para poder se adaptar ao ritmo desejado. Entretanto, o profissional que deixa a desejar em ambas as vertentes, pode ser o primeiro da lista de convidados a se retirar da equipe.

Redefinindo funções:

É muito simples imaginar que um profissional que não consiga cumprir com sua função, seja desativado de seu trabalho e demitido. Contudo, um profissional pode demonstrar dificuldades na função em que desempenha, mas ter mais aptidão para outras funções.

Em casos assim, é recomendável cogitar a possibilidade de redefinir um novo cargo para esse profissional, ao invés de demiti-lo.

Além de não prejudicar o profissional, a redefinição de cargo pode ser mutuamente benéfico, uma vez que é mais fácil simplesmente manter um profissional que já está acostumado com a empresa e com os colegas, do que trazer alguém totalmente novo, que levará tempo para se adaptar.

Convivência pessoal:

O trabalho e a dedicação individual de cada profissional são fundamentais para o crescimento de qualquer empresa, contudo, em casos como em um salão de beleza, o trabalho em equipe também é muito importante.

Para se ter um bom trabalho em equipe, é necessário ter duas prioridades: noção das funções e habilidades de cada membro da equipe, de forma a complementá-las, e manter uma boa convivência social e pessoal com os colegas.

O complemento de habilidades pode até mesmo ser administrado pelo proprietário do estabelecimento, que deve conhecer bem o trabalho de seus funcionários.  Contudo, a convivência social depende apenas da forma como os funcionários interagem entre si.

É comum que amizades surjam no ambiente de trabalhos, mas as inimizades também podem surgir, o que é muito prejudicial para o trabalho em equipe e para o rendimento dos funcionários.

Um bom administrador deve ficar atento também às relações sociais dos funcionários, saber como anda a convivência entre eles e principalmente saber se existe algum profissional que tem causado algum tipo de problema com os colegas.

Profissional encrenqueiro, por mais talentoso que seja, pode ser muito prejudicial para o estabelecimento. Caso chegue a esse ponto, pode ser que seja necessário demiti-lo.

Para mais dicas como essas, não perca as novidades no nosso blog, onde você confere notícias, informações, curiosidades e todas as novidades do mercado da beleza.

Leia também: Como manter sua equipe capacitada

Quer receber mais novidades ?

Preencha os campos abaixo e receba tudo em primeira mão.