Como precificar o seu serviço

como precificar serviços

Calcular exatamente quanto vale o próprio serviço é uma dúvida bastante frequente para empreendedores de todos os segmentos. A tendência é que, por medo de oferecer um produto final caro, os gestores arredondem para baixo o valor de seus serviços, mas esse erro pode representar um risco sério para a saúde da empresa, que precisará funcionar muito mais rápido para conseguir obter uma margem de lucro que, muitas vezes, mal é suficiente para custear os gastos com a produção.

Mas afinal de contas, como precificar o seu serviço de modo que ele possa representar lucro real e ao mesmo tempo custear os gastos necessários para ser realizado com qualidade?

Pois bem, como se trata de um assunto de suma importância, vamos direto ao ponto, para mostrar a forma mais prática de calcular o valor do seu produto e obter ganhos interessantes ao mesmo tempo. Primeiro, entenda os elementos principais que formam o preço final do seu serviço:

O primeiro deles é chamado de:

 Custos variáveis

Os custos variáveis fazem referencia a todos os valores que mudam em relação á proporção de contrações do seu serviço.
Ou seja, quanto maior a quantidade de vendas, maior a quantidade de custos variáveis utilizados,  ou seja, matéria prima, e horas trabalhadas, por exemplo. Faça um levantamento preciso dos seus custos variáveis.

O segundo ponto que complemente o valor dos seus serviços é chamado de:

Custos fixos

Os custos fixos são todos os valores que não sofrem influência em relação á proporção das suas vendas, por exemplo aluguel do ambiente, salário de funcionários e outros valores que incidem invariavelmente a quantidade de vendas do seu serviço.

Método de cálculo simples:

Feito o levantamento total do valor, divida a quantidade gasta em despesas, pela quantidade de serviços que é possível realizar com esses materiais.

No exemplo, imagine que seja possível realizar 10 serviços, e que para eles, o gestor gastou RS 100,00 reais em custos fixos, somados aos custos diretos.

Isso quer dizer que os custos gastos para que cada serviço seja realizado são de RS 10,00.

Agora é hora de estipular um objetivo de lucro. E nessa fase é importante entender à qual público o seu serviço se destina e qual a renda mensal desse público. Qual a porcentagem dessa renda, o seu público costuma destinar para serviços como o que você está oferecendo?

Outro fator importante é: Qual a média de preços na sua região?  Quanto cobra a sua concorrência imediata, ou seja, os outros salões de beleza da mesma região?

É importante manter um preço competitivo ao de mercado, mas se você deseja uma média de lucro um pouco maior que o da sua concorrência, é importante agregar mais valor ao seu produto, utilizando algum diferencial que o torne indiscutivelmente mais atraente para o consumidor.

Talvez você possa gostar também desta matéria: Você pode aumentar a margem de lucro do seu salão

Se restou alguma dúvida não hesite em visitar o Sebrae mais próximo a fim de compreender os pormenores ligados especificamente ao seu produto oferecido.

E não deixe de acompanhar a nossa plataforma para receber mais informações sobre este e outros assuntos importantes para quem cuida do próprio negócio e quer sair na frente com lucratividade e qualidade.

Nos acompanhe

Quer receber mais novidades ?

Preencha os campos abaixo e receba tudo em primeira mão.