Finanças – a falta de estrutura pode ser fatal

finanças

Ser administrador de seu próprio negócio de beleza exige disciplina e organização em todos os aspectos, mas para que prospere, a parte financeira deve ser muito bem estruturada. Saber separar as contas pessoais das contas do salão é fundamental para assegurar finanças saudáveis e evitar transtornos futuros.

É muito comum que donos de salões – principalmente os que não têm sócios para prestar contas e/ou que tem seu negócio em casa – misturem as finanças de seu negócio com seus gastos pessoais, usando, sem controle, os recursos financeiros.

Se o dinheiro do caixa do negócio pode ser acessado para qualquer fim que não esteja ligado às atividades e despesas do salão, fica impossível do proprietário detectar algum problema financeiro ou até mesmo usar o dinheiro ganho para fazer melhorias e investimentos a médio e longo prazo. Faça uma reflexão, você sabe:

  • Quais as despesas fixas do seu negócio?
  • Qual sua margem de lucro?
  • Quanto seu negócio deveria ter de reserva financeira?
  • Quais despesas podem ser cortadas para aumentar sua receita?

Se não conseguiu responder a essas perguntas, significa que a administração financeira de seu salão está deficiente e precisa de ajustes. Para sanar o problema é preciso começar uma organização imediatamente.

Ter um livro caixa para anotar tudo o que recebeu e tudo o que pagou é uma forma de tornar visível a parte financeira (o livro caixa pode ser tanto físico como virtual), regularizar a situação de seu negócio junto aos órgãos competentes, adquirindo um CNPJ, portanto tornando-se uma pessoa jurídica aos olhos do Estado, também ajuda a agregar um caráter distinto entre o pessoal e o profissional, pois ficará mais claro que agora se é oficialmente um negócio que possui responsabilidades tributárias, o que exige o controle das finanças; estabelecer um “salário” para você é outra medida muito eficaz: ponha na ponta do lápis todas as suas despesas pessoais, depois compare o lucro de seu negócio com as despesas que possui, se seu negócio estiver lucrando mais do que gasta com despesas pessoais estabeleça uma porcentagem desse lucro para ser seu “salário” e o restante deposite em uma conta empresarial e independente da sua conta pessoal; caso suas despesas pessoais ultrapassem ou sejam iguais ao que lucra, será necessário se reestruturar, cortar os gastos desnecessários e tomar medidas para aumentar seu lucro em um tempo viável de recuperação financeira. É importante dizer que independentemente do caso, pegar uma porcentagem e estabelecer como um “salário” é uma medida que deve ser adotada imediatamente.

Para o seu negócio prosperar, usufruir dos frutos de seu trabalho e poder pensar em crescimento futuro, separe seu lucro em três partes:

  1. Salário pessoal
  2. Despesas fixas e essenciais do salão
  3. Poupança ̸ investimento

Esse último deverá, preferivelmente, ser a maior parte, deve ser um dinheiro poupado ou aplicado para planos futuros do negócio, como expansão, reforma, compra de novos produtos e recursos e etc. O importante, é sempre lembrar de separar a conta pessoal da conta comercial.  

Cadastre-se em nosso site para receber mais dicas que podem ajudar seu negócio!

  

Nos acompanhe

Quer receber mais novidades ?

Preencha os campos abaixo e receba tudo em primeira mão.