Quais os processos legais para se abrir um salão de beleza?

Para ter um negócio bem regulamentado, é preciso ficar por dentro de todos os detalhes legais que o envolvem. Assim, ao abrir um salão de beleza, antes de começar tudo o ideal é saber quais são os processos necessários para que tudo funcione de acordo.

Os processos legais para abrir um salão de beleza

Em qualquer caso de abertura comercial, é preciso atender as exigências de segurança e saúde estabelecidas pela vigilância sanitária e o órgão relacionado ao corpo de bombeiros. Além disso, também são necessárias adequações quanto ao tipo de empreendimento, para evitar problemas de tributação.

Por fim, também são necessários os registros dentro dos órgãos municipais e estaduais, que também possuem suas regras para aberturas de comércios, relacionadas ao tipo de negócio estabelecido. Sim, são vários processos, e vamos facilitar as buscas de informações sobre cada um deles para você.

Buscando as informações tributárias

É um ponto importante não apenas ao formalizar seu salão de beleza, como em todo segmento de trabalho agora e no futuro. Ao definir seu salão de beleza, primeiro é preciso, na criação do CNPJ, definir que tipo de negócio você está abrindo.

Ele pode ser Microempreendedor Individual (MEI), para salões pequenos, ou mesmo profissional autônomo, como pode ser Microempresário (ME) ou até mesmo uma sociedade (LTDA). O que define não apenas o tamanho do salão, como os valores que devem ser tributados.

Quais as regras para estabelecimentos comerciais?

Isto está relacionado diretamente ao seu CNPJ, emissão de notas fiscais, e outros aspectos do tipo. Para tanto, cada prefeitura conta com uma estrutura própria, desde a ida até a sede local, como online. Por isso, como não há uma regra específica, acesse o site de sua prefeitura, e se informe dos processos.

Em todo caso, faça o seu CNPJ seguindo os pontos mencionados acima, para agilizar o processo de aquisição das notas fiscais. Elas são muito importantes para adquirir produtos com fornecedores, ou mesmo pagar os colaboradores que trabalham no salão, dependendo do formato de trabalho.

E a Vigilância Sanitária?

Também é fundamental. Para estabelecimentos comerciais, é preciso um alvará de funcionamento aprovado pela prefeitura e pelo corpo de bombeiros para que tudo funcione de maneira correta e adequada.

Esse alvará deve ser atendido através de uma série de medidas dentro do salão. Elas envolvem instalações elétricas e hidráulicas, segurança no funcionamento de aparelhos, limpeza e conservação de produtos e equipamentos, entre outros pontos. Sem isso, seu negócio pode ser fechado até que tudo esteja em ordem, o que acaba levando a prejuízos no estabelecimento.

Uma outra alternativa, além do que passamos aqui, é considerar o apoio de um contador, ou de uma empresa de contabilidade, para que o auxilie nos procedimentos legais, bem como de tributação, facilitando parte das ações.

Veja como é possível direcionar esses processos conosco, e até a próxima!

Nos acompanhe

Quer receber mais novidades ?

Preencha os campos abaixo e receba tudo em primeira mão.