Procedimentos perigosos em salões de beleza: Como alertar o cliente?

  • 13 de janeiro de 2020
  • Blog

Em um outro artigo, falamos sobre os riscos nos quais os profissionais de salão de beleza estão expostos, e que a segurança se faz necessária. Contudo, uma parte essencial nesses processos de segurança e riscos deve ser alertada: os clientes. Dependendo dos riscos de alguns deles, é importante que as profissionais saibam como alertar.

 

Isso é válido não apenas para passar confiança ao cliente, como mostrar a eles sobre o tipo de processo que estão solicitando. Lembre-se que além do couro cabeludo, as clientes têm as vias respiratórias e a pele expostas a alguns processos, então convém mostrar as nuances de cada ponto.

 

Quais são os processos perigosos em salões de beleza?

 

Existem diversos processos que podem causar riscos à saúde das clientes em um salão de beleza. Podemos listar alguns deles que podem ser do mais simples ao mais complexo.

 

  • Cortes – Navalhas, máquinas e tesouras podem trazer leves cortes à pele, o que é de responsabilidade total do profissional de salão. Além disso, se não estiverem esterilizadas, podem passar doenças.

 

  • Manipulação Química – Aplicar tinturas, laquês, e outros produtos para mudar o penteado, não deixa de ser uma manipulação de substâncias que podem ser inaladas, ou entrar na corrente sanguínea pelo couro cabeludo. É importante tomar cuidado com esses pontos.

 

  • Queimaduras – Estão relacionados a má aplicação das técnicas de alisamento de cabelos, seja pelo aparelho, seja pelas características do cabelo aplicado.

 

Alertando e tranquilizando as clientes

 

Ciente de todos os processos nocivos, cabe às profissionais informá-los às clientes com mais tranquilidade. E esse ponto é essencial: ninguém gostaria de se colocar em perigo pela beleza. Logo, mostrar como o processo funciona, bem como pedir algumas informações a cliente, ajuda muito.

 

Na prática, parte da segurança é saber com quem as cabeleireiras e esteticistas estão lidando. É interessante pedir informações como:

 

  • alergias;
  • tipo de pele/cabelo;
  • histórico com o procedimento.

 

Quanto mais detalhes, mais prático fica para as profissionais tratarem suas clientes. Efeitos colaterais podem ser contornados, ou mesmo esses procedimentos não serem realizados. É de responsabilidade do salão garantir a integridade de profissionais e clientes, mesmo que isso implique em não ter como atendê-la.

 

Ao oferecer essa segurança, as clientes podem optar por outras saídas, e até ter outra postura com você. Afinal, você as está protegendo, e não há humanização maior do que essa.

 

Mais uma última dica muito importante: não amedronte! A intenção ao informar dos procedimentos perigosos no salão de beleza não é assustar, mas sim conscientizá-las dos riscos que podem correr. Mostre com atenção cada etapa do processo, e explique com clareza porque não pode ser possível em alguns casos.

 

No final, a segurança no salão de beleza sempre traz credibilidade. Valorize a qualidade acima da quantidade, para que os lucros sejam constantes, e mais do que isso, a satisfação do cliente seja garantida. Afinal, ninguém gostaria de ficar exposto a procedimentos perigosos, não é verdade?

TAGS: cortes de cabelo | manipulação quimica | perigos em procedimentos | perigos para o cliente | processos | profissional de beleza | queimaduras | salão de beleza |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *