Até onde ter um display de produtos pode realmente aumentar meu ticket médio?

  • 6 de maio de 2019
  • Blog

Aumentar o ticket médio é uma busca constante de qualquer bom vendedor. Tão bom quanto ter muitos clientes, é oferecer opções que aumentem as compras na loja. E num salão de beleza, e principalmente em uma loia especializada em cosméticos, isso não seria diferente. Um display de produtos pode ser uma excelente saída para este fim, mas que deve ser usada com certo limite.

Displays de produtos costumam ser uma abordagem interessante para mostrar ao cliente uma série de produtos variados em um estabelecimento. Sempre com uma ideia despretensiosa, já que são colocados em pontos específicos para pegar a atenção dos clientes.

Por um lado, investir em displays de produtos é uma ótima ideia para quem deseja uma maior organização do espaço e personalizar a loja. Por outro, deve haver um limite do quanto isso pode ser realmente viável para a saúde financeira da loja. E qual seria esse limite?

Considerando o investimento em displays de produtos

De forma geral, os displays funcionam como uma forma de marketing sutil. Tem apresentações variadas em tamanhos, podem englobar linhas completas ou um único produto no qual se quer destaque. Ou ainda, ter modelos sem uma marca em mente, apenas para dedicar um espaço específico a sessões ou marcas. As possibilidades são bem variadas.

Display de produtos podem ter várias abordagens. A maneira despretensiosa mencionada acima é justamente em seu conceito mais tradicional, quando não chama atenção de maneira exagerada, mas tem o seu espaço dedicado. Mas é um fato que, ao investir nele, há bônus e ônus importantes a se considerar. Vejamos alguns deles.

O espaço conta para colocar um display

O espaço físico é um dos pontos mais importantes, se não for o mais. Cada salão de beleza, esmalteria, entre outros estabelecimentos do gênero, tem espaços bem variados. Logo, o investimento deve bater com o espaço disponível da loja, para que não roube nem o espaço de transição das clientes, nem tome o espaço de outros produtos igualmente importantes.

É importante ressaltar que o display não pode ser algo invasivo aos olhos dos clientes, mesmo quando o intuito é ter sua atenção. Ao pensar na proposta, considere o tamanho que ele vai ocupar e como ele irá fazê-lo.

O tempo é igualmente valioso

Nem muito, nem pouco. Os melhores displays ficam disponíveis no tempo correto, e isso pode variar muito de acordo com a campanha por trás deles. Para apresentar novas linhas, é importante deixar o tempo que for necessário, atraindo assim novas interessadas. Para promoções, um display mais discreto, que atinja pelo tempo mais curto da campanha. E por aí vai.

O ponto é sempre trazer os clientes de volta pela novidade. Ao investir em displays de produtos que impeçam esse lado das vendas, ele acaba por gerar mais prejuízos do que vantagens em um futuro não muito distante. Considere cada detalhe neste momento.

Invista com cautela

No fim das contas, o display de produtos não deixa de ser uma forma diferenciada de divulgação. Você apresenta os produtos desejados de maneira direta ou indireta aos clientes, que podem ter reações muito variadas. Estas, por sua vez, são reflexos de outras abordagens de marketing que nem sempre estão ao seu controle.

Então se a ideia é aumentar o ticket médio da clientela, avalie a possibilidade que os displays podem oferecer. Pesquise com fornecedores, colegas da área, na internet… Reunir boas informações antes de investir em um bom display de produtos facilita a aquisição. Ao mesmo tempo em que, junto a outras ações, aumentam o ticket médio. Encontre o equilíbrio ideal entre boas abordagens e bons investimentos, e até a próxima!

TAGS: dicas | display de produtos | empreender | investimento | produtos | salão de beleza | ticket médio |

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *