A verdade sobre a grande guerra do mercado da beleza

Várias são as versões da história que apresentam o início do mercado de beleza aqui no Brasil. Particularmente eu gosto muito de uma em que relata a primeira barbearia sendo construída por um espanhol.

 

Ele chegou ao Brasil, construiu sua barbearia e logo deu certo! Porém, ele precisava contratar mais profissionais, já que não conseguia atender sozinho a tanto cliente que chegava em sua barbearia.

 

O grande problema era como contratar!

 

Naquela época não existia ainda nenhuma legislação como a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) que foi criada em 1943 ou a Lei do Salão Parceiro que foi criada em 2016.

 

Então o espanhol tomou como base a contratação que era feita na agricultura – o “meeiro”.

 

Na agricultura o dono da terra nem sempre conseguia plantar e colher sozinho. Então ele contratava outro agricultor que não tinha terra, mas sabia plantar e colher. Esse agricultor “contratado” trabalhava ali durante o período e tinha direito a metade de tudo que era vendido. Por isso o nome de “meeiro”.

 

E foi essa forma que o espanhol contratou seu primeiro profissional e é essa a cultura que temos até hoje no mercado da beleza. O dono do salão tem a estrutura, o profissional vem para produzir e recebe metade do que produz.

 

E é aí que começa toda a guerra!

 

Eu sei que o termo “guerra” pode parecer forte demais. Mas infelizmente é o que eu vejo hoje nas centenas de empresas do mercado de beleza que percorro todos os dias.

 

Por um lado, são profissionais que estão sempre insatisfeitos, dizendo que o dono do salão está ficando rico com o seu trabalho. Do outro lado, são os donos de salão dizendo que os profissionais não obedecem, não produzem, faltam e deixam o ambiente de trabalho durante a jornada sem nem avisar.

 

E infelizmente eu vejo erro dos dois lados!

 

Quero primeiro falar ao profissional: Me diz a verdade, você quer trabalhar em lugar bonito, com móveis, produtos, cafezinho, música ambiente, uma recepcionista para cuidar de sua agenda, entre outras coisas? Tenho certeza que sim.

 

Para isso porém, você precisa: alugar o imóvel, reformar, comprar os móveis, negociar com os fornecedores, comprar os produtos, pagar as contas de água, luz, telefone, aluguel, condomínio, iptu…

 

Tem ainda que contratar a recepcionista, registrar, pagar o salário dela e todos os encargos que giram em torno de um profissional registrado. Precisa contratar também uma faxineira para deixar o local limpo e organizado, uma copeira para fazer e servir o café. Ah, tem que comprar também a cafeteira e o café!

 

Você precisa abrir uma empresa, lidar com o contador, pagar todos os impostos, contratar um software que organize a agenda, calcular as comissões, pagar profissionais, treinar a equipe, fazer um planejamento financeiro, planejamento de marketing.

 

Para ter um lugar lugar bonito, com móveis, produtos, cafezinho, música ambiente, uma recepcionista para cuidar de sua agenda, entre outras coisas, como falamos…. você ainda precisa se preocupar com a manutenção dos móveis e equipamentos, mandar arrumar o micro-ondas que quebrou, a autoclave que não liga. Vai precisar pintar o lugar pelo menos uma vez ao ano… Sem contar com o cano que estoura, a porta que emperra…..

Você consegue fazer tudo isso e ainda atender à uma agenda cheia de clientes – lembrando que precisa atender a todos os clientes da melhor forma possível, com a máxima atenção para fidelizar cada um deles.

 

Pois é profissional, ter lugar bonito, com móveis, produtos, cafezinho, música ambiente, uma recepcionista para cuidar de sua agenda, entre outras coisas requer muito trabalho e investimento! E é isso que o dono do salão onde você trabalha faz.

 

Você pensa que isso tudo custa barato?

 

Não custa. Manter uma empresa aberta requer um investimento alto. E quando o dono do salão te repassa “apenas” 50% de comissão, é que com o restante, ele vai pagar todas as outras contas.

 

Você sabia que a rentabilidade de um salão sobre um profissional gira em torno de apenas 10%? É isso mesmo, 10% do valor que a cliente paga é que vai realmente para o bolso do dono do salão.

 

Agora eu quero falar com você que é dono do salão: você sonha em ter uma equipe MEP – Motivada, Engajada e Produtiva? Quer mesmo ter em sua empresa profissionais que vistam a camisa, produzam bem, trazendo faturamento e crescimento para você e para sua empresa?

 

Você sonha em ter profissionais que se destacam em sua área de atuação, que estudem, se atualizem e tragam para sua empresa as últimas novidades e tecnologias?

 

Então você precisa investir em Gestão de Pessoas. Nenhuma equipe alcança resultados se não tiver à frente dela um líder!

 

Você, dono de uma empresa no mercado da beleza precisa urgentemente investir no principal ativo de sua empresa – o capital humano!

 

Se você é investidor e está imaginando que vai comprar os melhores móveis, vai montar um salão, colocar lá dentro “alguns profissionais” e tudo vai funcionar sozinho e você vai ficar rico… DESISTA!

Salão de Beleza é uma empresa e precisa de Gestão! E esse papel é seu, meu querido dono de uma empresa no mercado da beleza.

 

Quer borboletas em seu jardim? Então cuide do seu jardim! Quer os melhores profissionais em sua equipe? Então prepare a melhor estrutura para recebê-los.

 

Para os dois lados fica a frase que disse em um dos meus vídeos: “Você quer comer um filé? Então pague por um filé!” Parem de se olhar como inimigos. Profissional e gestor são parceiros e precisam trabalhar para crescerem juntos.

 

O mercado da beleza é grande e está em constante crescimento. Temos que trabalhar juntos. Ninguém cresce sozinho.

 

Com tudo o que descrevi, sabe o que eu realmente vejo? Sabe qual é a verdade sobre a grande guerra do mercado da beleza? Os dois lados possuem suas vaidades, suas competências e sua importância.

 

Mas o que falta ainda é a Inteligência Emocional para conhecer e administrar suas emoções. Falta empatia – para se colocar no lugar do outro, entender e conhecer as expectativas e necessidades. Falta capacidade de ouvir o outro e estar preparado para dar e ouvir feedback.

 

Quer ajuda? A partir da primeira semana de novembro de 2022 eu abrirei uma nova turma da minha mentoria “Beleza & Emoção”. São dois meses onde acompanharei profissionais e gestores, ensinando ferramentas práticas através de encontros semanais para desenvolver em você e em sua equipe a Inteligência Emocional.

 

Está precisando? Então me mande uma mensagem e se inscreva agora mesmo!

Profa. Ms. Giovana Quini
Mentora, Coach e Palestrante
Especialista em Gestão de Pessoas
Apaixonada pelo mundo da beleza

www.giovanaquini.com.br

Nos acompanhe

Quer receber mais novidades ?

Preencha os campos abaixo e receba tudo em primeira mão.